29 de junho de 2015

Pessoas

Qual pessoa diria
que eu, pessoalmente,
sou pessoa de poucas palavras?

Que eu, na minha personalidade,
sou, até, pessoa simplória,
mas não pessoa sem sal.
Que eu, umas vezes, sou persona non grata,
outras tantas, sou uma pessoa amada.

Que eu, em pessoa,
sou várias pessoas.
Como o Pessoa...

E eis que se apresenta
a primeira pessoa, que,
do alto da sua pessoalidade,
diz, com voz bem colocada:
- Eu sou bem apessoada
e um tanto impessoal!
Eu sou pessoa bem sucedida,
eu sou a pessoa tal!

A segunda pessoa
vem, por interposta pessoa,
acrescentar seu toque pessoal:
- Tu és pessoa comum,
mas julgas-te acima das outras pessoas!
És uma pessoinha!

A terceira pessoa,
sendo a mais apessoal,
acrescenta:
- Não é nada pessoal,
mas, afinal...

...ela é pessoa colectiva,
não é pessoa individual,

Cristina, 29 de Abril de 2015

"Tenho pensamentos que, se pudesse revelá-los e fazê-los viver, acrescentariam nova luminosidade às estrelas, nova beleza ao mundo e maior amor ao coração dos homens"_Fernando Pessoa

Sem comentários:

Enviar um comentário