14 de agosto de 2015

Cartas para o meu amor III

Penso em ti
 e
ponho-me a pensar
...
não importa
de verdade
não importa mesmo
eu sei
mas
eu penso
...
quando estou só
comigo mesma
contemplando a natureza
sinto uma amorosidade
uma bastança
uma gratidão
até

quando estou só
comigo mesma
ou partilhando
com amigos do peito
as investidas do escopro da vida
eu fecho meus olhos
e sinto uma resignação
até
também

mas ainda assim
eu penso
eu penso em ti

nesse
um dia
qualquer

que eu esteja sentada
num penedo
à beira d'um riacho
escutando 
as suas águas silenciosas
e tendo-te como companhia
eu
saberei
que temos muito em comum

nesse
outro dia
qualquer

quando estivermos juntos
lado a lado
 os dois
deitados na relva
à beira d'um rio
escutando
suas águas correndo
eu saberei
que somos amigos

mas no dia

que olharmos juntos 
na mesma direcção
 de mãos dadas
e virmos no mar 
e no sol esplendoroso
esse oceano infinito
chamado amor

Aí eu saberei
saberei
que agente se ama
e
para qualquer onda
que se levante nesse mar
nós
estaremos juntos
lado a lado
de mãos dadas

é nisto que eu penso
quando penso em ti
...

Sem comentários:

Enviar um comentário